SAIBA PORQUE OS BANCOS NÃO TE PAGAM PARA TER SUA CONTA COM ELES

COOPERATIVA
BANCO
É uma sociedade de pessoas
É uma sociedade de capital
O voto tem peso igual para todos (uma pessoa, um voto)
O poder é exercido na proporção do número de ações
As decisões são partilhadas entre muitos
As deliberações são concentradas
O administrador é do meio (cooperado)
O administrador é um terceiro (homem do mercado)
Toda a política operacional é decidida pelos próprios usuários/donos (cooperados)
O usuário das operações é mero cliente
O usuário é o próprio dono (cooperado)
O usuário não exerce qualquer influência na definição do preço dos produtos
Não podem distinguir: o que vale pra um vale pra todos (Art. 37 da Lei n 5.764/71)
Podem tratar distintamente cada usuário
Não discriminam, votando-se mais para os menos abastados
Preferem o grande poupados e as maiores corporações
Não restringem, tendo forte atuação nas comunidades mais remotas
Priorizam os grandes centros
A mercancia não é cogitada (Art. 79, Parágrafo único, da Lei 5.764/71)
Tem propósitos mercantilistas
O preço das operações e dos serviços visa à cobertura dos custos (taxas de administração)
A remuneração das operações e dos serviços não tem parâmetro/limite
O relacionamento é personalizado/individual, com o apoio da informática
Atendem em massa, priorizando, ademais, os auto-serviço/automação
Estão comprometidas com as comunidades e os usuários
Não tem vínculo com a comunidade e o público alvo
Desenvolve-se pela cooperação
Avançam pela competição
O lucro está fora do seu objeto (Art. 3 da Lei 5.764/71)
Visam ao lucro por excelência
O excedente (sobras) é distribuído entre todos
O resultado é de poucos donos (nada é dividido entre os clientes)
São regulados pela Lei Cooperativista
No plano societário, são regulados pela Lei das Sociedades Anônimas